Internacionalização das Empresárias de Espanha e Portugal para a integração, desenvolvimento e as alianças

Contribuição FEDER
448583
Orçamento Total
598111
Tipo
INTERREG V - 1.ª Convocatória
Data início
01/10/2015
Data fim
31/03/2019

Resumo/ Principais Objetivos

O projeto INTREPIDA promoverá a competitividade empresarial das PMES geridas por mulheres no território transfronteiriço de Andaluzia, Algarve e Alentejo, promovendo a sua internacionalização através de novos modelos de desenvolvimento e cooperação empresarial. Para tal, irá poterciar-se a transferência de boas práticas e analizar-se o tecido empresarial. A inclusão de novos modelos para a internacionalização contará com a aproximação e o uso das TICs. Isto contribuirá para o desenvolvimento da economia digital e a gestão de ferramentas para a competitividadr das empresas, tanto de setores de alto potencial de crescimento como dos mais tradicionais alcançando uma internacionalização eficiente e mantida

Descrição/ Atividades do Projeto

1.Guia INTREPIDA - Empresárias da Eurorregião

2.Fórums Internacionais e Turismo Empresarial

3.Capacitação para a Internacionalização

4.Capacitação em TICs

Área de cooperação
Alentejo / Algarve / Andaluzia
Eixo Prioritário
2. Competitividade empresarial
Objetivo Temático
3. Melhorar a competitividade das pequenas e médias empresas
Prioridade de Investimento
3.B: Desenvolvimento e implementação de novos modelos empresariais para as PME, particularmente para a sua internacionalização
Objetivo Específico
3.B Promover a competitividade nos setores em que o espaço de cooperação apresente vantagens competitivas
Categoria de Intervenção
066. Serviços avançados de apoio às PME e grupos de PME (incluindo serviços de gestão, comercialização e design)
Resultados

Internacionalização das Empresárias de Espanha e Portugal para a integração, desenvolvimento e as alianças

logo intrepida
Tipo
Audiovisuais

Os resultados do projeto beneficiarão de forma direta as empresárias gestoras de PME, melhorando a competitividade das suas empresas e a presença em outros mercados, através da integração numa rede comum, posicionando-se num ambiente de criação aberta mediante recursos tecnológicos e contacto direto com outros professionais e mercados. O projeto terá um caráter inovador no uso da tecnologia para a internacionalização, assim como promoverá a aproximação real entre empresas e cidadãos, mediante ações que promovam o turismo empresarial como um noovo nicho de riqueza social e económica que acrescenbtará valor às altas taxas de turismo mais convencional já existente na zona transfronteiriça